Literatura Infantil: Fevereiro 2014

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Feliz Feriadão


Literatura Infantil voltará com as postagem  normais, na próxima segunda-feira 03/03/2014.
Um grande  beijo a todos!
Rute Beserra.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O Cachorro e o pato


Numa fazenda muito distante da cidade, moravam vários animais, dentre eles o cachorro e pato, mas esses dois nunca se deram bem.

Um dia, o cão resolveu ir embora sem avisar a ninguém. No caminho, ele começou a falar sozinho:
-Eu só vou embora, por causa do pato.
Ao amanhecer o dia, o pato não encontrou o cachorro, então começou a dizer:
-Onde está aquele cachorro chato???
Aconteceu que, o cão começou a sentir falta do pato e o pato dele, assim o cão, com muita saudade, resolveu voltar.

MORAL: É preciso perceber a importância que têm aqueles que convivem com a gente.

Fábula 
IMAGEM DO GOOGLE

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

INDICAÇÃO DA EDITORA CALLIS

Livro da Callis traz a história do Rio de Janeiro contada por três jovens

Em homenagem ao aniversário da cidade, no dia 1° de março, título promete atrair a curiosidade dos leitores
Professores também podem sugerir atividades como a elaboração de uma maquete da Baía de Guanabara
Tiago é um garoto que vive em Laranjeiras. Renata, uma menina que mora em Pavão-Pavãozinho. Rita uma menina que trabalha na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. O que eles têm em comum? São amigos e se encontram sempre na praia de Copacabana.
O livro “Encontros e desencontros no Rio de Janeiro”, de Luiz Bras, publicado pela Callis, traz a curiosa história desses três personagens. O enredo? Rita conta a Tiago e Renata detalhes da origem e do desenvolvimento da cidade maravilhosa.
         Em homenagem ao aniversário do Rio de Janeiro, que será comemorado no dia 1° de março, a obra também pode ser trabalhada na sala de aula! Que tal propor aos alunos a elaboração de uma maquete da Baía de Guanabara? Ou, quem sabe, sugerir uma pesquisa sobre a história da França Antártica, colônia francesa que existiu na região? Essas são, apenas, algumas sugestões! Aproveite e boa leitura!


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A POÉTICA NA ARTE DO CONTADOR DE HISTÓRIAS

    
OFICINA COM GISLAYNE MATOS
NA CASA DA HISTÓRIA

A POÉTICA NA ARTE DO CONTADOR DE HISTÓRIAS

20 HORAS – DOIS MÓDULOS DE 10 HORAS

Inscrições Abertas


“O principal requisito no processo criador do contador de histórias é sua capacidade para criar o texto diante de seus ouvintes”.


A arte de contar histórias envolve três elementos numa relação dinâmica: o contador; o conto e o ouvinte. O contador deve se preparar e preparar o conto para oferecê-lo ao ouvinte, que por sua vez, deverá ser preparado para recebê-lo.

Apoiando-se nesses elementos o ateliê é dividido em dois módulos, cada um deles com duração de 10 horas.


MÓDULO I: O CONTADOR-ARTESÃO

A modalidade de comunicação própria a esta linguagem artística é aoralidade, em cujo âmago está a intenção de comunicar.
Neste módulo trabalharemos, portanto, sobre a comunicação oral e osrecursos estéticos que podem torná-la prazerosa o bastante para implicar e envolver o ouvinte.
Voz e gestos são responsáveis pela transmissão da mensagem. A gestualidade deve ser uma extensão da palavra falada.
Objetivos:
ü Aprimorar a comunicação oral conhecendo os diferentes tipos de discursos;
üAmpliar a consciência corporal descobrindo novas formas de expressão e ritmos gestuais;
üConhecer os recursos expressivos da voz, tais como: ritmo, entonação, interpretação;
ü Experimentar-se no processo de criação espontânea do texto oral.


MÓDULO II: O CONTADOR-POETA

“palavra” encanta quando nela há “presença”, quando é genuína, pois construída com a própria experiência, essa matéria prima única com a qual se tecem as histórias.
O eco ao contrário é a reprodução do discurso alheio, resultado da falta de conexão com as próprias experiências, como geradoras da “presença”.
Neste módulo o desafio é construir um discurso genuíno, capaz de encantar pela força de sua autenticidade.
Objetivos:
ü Pesquisar as habilidades e talentos pessoais e colocá-los a serviço da arte de contar;
ü Trabalhar sobre as próprias intenções;
ü Utilizar-se da memória sensorial, reminiscências, símbolos, histórias vividas e ouvidas, reflexões filosóficas, aprendizagens advindas da relação com o outro, elementos subjetivos, enfim, tudo aquilo que resulta da experiência pessoal, para dar forma ao texto que se cria.

PERÍODO DE REALIZAÇÃO MÓDULO I:
- 15 de março, sábado das 10:00 às 18:00 horas
- 16 de março domingo das 10:00 às 13:00 horas


PERÍODO DE REALIZAÇÃO MÓDULO II:
- 29 de março, sábado das 10:00 às 18:00 horas
- 30 de março, domingo das 10:00 às 13:00 horas

Investimento:
Módulo I: R$ 250,00
Módulo II: R$ 250,00

As pessoas que fizerem dos dois módulos terão o desconto de 10% e poderão dividir em até 3 vezes.

Forma de inscrição: Enviar e-mail para:contatomeninasdoconto@gmail.com/meninasdoconto@uol.com.br

Facebook:  As Meninas do Conto

- Local: Casa da História- R. Tonelero, 912, Vila Ipojuca, São Paulo - SP

Mais informações: 3868-4598 / 3803-9113 – Rosi/Regiane

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Técnicas de contar Histórias para os pais contarem aos filhos-


A narração pode ser acompanhada de expressões, uma carta, um olhar apaixonado, uma cara de indagação. As crianças irão gostar. Mas isso não é fácil e nem espontâneo para todas as pessoas.

Para algumas pessoas, é preciso treinar, de preferência, na frente do espelho, pois poderemos estar passando uma imagem diferente daquilo que pretendemos. Por exemplo, ter certeza de que a cara de bravo é mesmo assustadora, ou que beicinho com qual se pretendia imitar um colibrir realmente irá ajudar enão atrapalhar por estar mais próximo às feições de outro animal.
Os gestos ajudam, dão ênfase, prendem a atenção do ouvinte. Mas, ele deve ser usado de forma estudada, o exagero poderá comprometer a narração.


     De qualquer forma, as expressões faciais e corporais mais elaboradas devem ser deixadas para quando a história chegar ao ponto culminante. Isso ajudará a compor melhor o ritmo da narração.


Fonte: Técnicas de contar Histórias para os pais contarem aos filhos- Vania Dohme
Fotos(vide acima): Rute em expressões corporal e facial contando uma históra.
Imagem: Foto Arquivo Pessoal

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Contando Histórias com Fantoche-CEI-VILA CLARICE


Diante de um convite de um boneco, a criança não resiste: entrega-se à fantasia e embarca num imaginário de falas, histórias e situações. Mas que encanto é esse que acontece entre elas e eles, e funciona tão bem na televisão, no teatro e - sim - bem aí na sua casa?Não há como mensurar o efeito na criança. Brincar com o boneco abre os espaços da imaginação, ajuda a lidar com situações existentes (ou até futuras), e provoca um belo jeito de se comunicar. Por isso ele é tão importante também na relação entre os pais e os filhos. Falar com a criança por meio do boneco pode ser uma ótima alternativa.
 Fonte:http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI959-15152,00.htm

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Literatura Infantil no Cotidiano

Voltando de um Sarau de Contadores de História, deparo-me com uma cena que apertou meu peito.



A noite de São Paulo está muito fria( e nem inverno é ainda, imagine quando realmente o frio chegar aqui)!
A cena que vejo é um garotinho de mais ou menos 6, 7 anos, rasgando um livro para colocar na fogueira para aquecer-se. Aproximo-me e pergunto se posso dar uma olhada no livro. Com seu consentimento  visualizo na Capa, o título "Capitães da Areia" Jorge Amado.
_Hein garoto, você sabe ler?
_Não
_Quer , que lhe conte o resumo desse livro?
Balançou a cabeça afirmando que sim.
Sentei-me ao seu lado,( tirei meu casaco, coloquei em suas costas) resumi Capitões de Areia.
Pessoas passavam , não entendia o que uma moça estava contando para um menino de rua, em volta de uma fogueira. Fui me empolgando que nem reparei que havia mais pessoas ouvindo. Só percebi pessoas em volta da fogueira quando disse:
___Pirimplimplim essa história termino aqui!Quem gostou aperte minha mão aqui!
__Obrigada moça, hoje a noite foi diferente com essa história do livro! E mãos foram apertando as minhas!
__Gostaria de ter pão ou sopa para oferecer a vocês, o que tenho é contação de história!!
Conversei um pouco mais, passei o endereço da ong, onde conto histórias aos 1º e 3º sábados, convidando-os para estarem lá.Não sei se irão...............dirigir-me para minha casa com o dever cumprido. E pensando:___Quantos garotos(as) estarão rasgando livros para se aquecerem do frio hein?
E o meu casaco? Deixa lá.... com certeza será muito útil ao garoto nessa noite de frio!
Rute Beserra!!
Maio-2011
Imagem: Google

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Meus Manuscritos-Barca


IMAGEM :GOOGLE
Ao observar a barca, se aproximar sentiu um arrepio no corpo, não podia amarelar naquele momento. Estava com as amigas, não queria ser um desmancha-prazeres.
Estava em passeio no Rio de Janeiro aproveitando o feriado prolongado.
A multidão andavam na direção da barca. Ela em passos de tartaruga acompanhava atrás.
Até que gritaram seu nome, o passeio ia começar. Ao colocar o pé no chão da barca sentiu um balanço. Agarrou com tanta força no braço do rapaz que estava ao seu lado, que ficou com vergonha, pedindo desculpas. Esse apenas riu e disse que estava ali para salvá-la. Não deu muita atenção e se dirigiu à suas amigas, que riam do seu medo. Resolveu sentar em um dos bancos enquanto a Barca saia do Rio para ir a Niterói, o passeio durou 20 minutos. Na sua mente durou uma eternidade, ventava muito , queria ficar quietinha sentada. Suas amigas a puxaram levando-a para fora da barca. Suava frio, olhando para água imaginando-se caindo no mar.
A volta sentiu-se enjoada, com o balanço da barca, não querendo demonstrar as amigas o que estava sentindo. Contava os minutos de Niterói para o Rio. Ao colocar o pé em terra firme, suspirou .... jogando pela boca tudo que estava no estomâgo. Eca!!!!
Título: Meus Manuscritos
Tema : Barca Rio- Niterói(RJ)

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Fotos-Livraria da Vila-Moema

Hoje a tarde eu e o Seni Araujo  contamos histórias na 
Livraria da Vila em Moema. Agradecemos os pais e crianças  presentes.
Ganhei de presente um óculos grande sem lentes, de uma das crianças que ouvia a contação.
Obrigada Guilherme, estarei  usando-o na próxima contação.
 História contadas - Chapeuzinho Amarelo -Chico Buarque
A Primavera da Lagarta-Ruth Rocha


FONTE:IMAGEM FOTO PESSOAL


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Curso de Contação de História

Curso de Contação de Histórias http://goo.gl/jcSMVY
Data: 29 de Março de 2014
Local: Av. Paulista, 726 - 17º andar - Bela Vista - SP
Horário: 8 às 17 horas.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

CONVITE-LIVRARIA DA VILA

Sábado, 15 de fevereiro de 2014
ATIVIDADE INFANTIL
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
Rute Beserra



Horário: das 16h às 17h
Local:  SUPERIOR
Loja  Moema 
Av. Moema 493 - Moema |  Telefone:  (11) 5052-3540

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Cotidiano Contínuo

IMAGEM ROGÉRIO CURIEL

Estava sentado na calçada, com uma folha de revista na mão concentrado com o que estava lendo ou vendo.
Sentei ao seu lado.
_Olá, o que está lendo?
_Não sei ler, mas gosto de ver gravuras e as letras. Disse-me sem levantar a cabeça.
_Não frequenta escola?
_Não ...tenho que ajudar em casa, vendo essas balas no farol.
Olhei para o lado, visualizei uma caixa de sapato cheia de balas e drops.
_Tem que vender, tudo?
_Tudo não...,só a metade. Mas se  vender tudo, levo mais dinheiro para casa.
_Hummmm........
_Criança tem que frequentar escola, estudar , aprender ler , escrever e não trabalhar.
_Moça, isso é para quem pode, eu não posso, tenho que ajudar minha mãe criar meus irmãos!
Nem deu tempo para argumentar, o sinal fechou, pegou sua caixa de doces, saiu correndo entre os carros,tentando ganhar o pão de cada dia!
Até quando veremos crianças fora da escola?
 Autora: Rute Beserra
Meus  Manuscritos

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Indicação da Editora Callis

Autor; Nereide Santa Rosa
Pag.24
Preço; 24,00










 O compositor Carlos Gomes é tema desse livro. Gomes foi o maior compositor de ópera do Brasil .Entre seu trabalho  em uma alfaiataria e suas brincadeiras de criança sempre encontrava tempo para  dedicar-se a música.



segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Bonecas de Pano

 A maioria dos amigos blogueiros e  leitores sabem, o quanto gosto de bonecas,não é a toa que meu baú de Contação de Histórias é cheio de bonecas (os) de pano e fantoches.
Ana uma leitora do blog, confecciona bonecas de pano,sabendo pelo meu fascínio pelas bonecas, presenteou-me com duas bonecas : uma bruxinha e outra boneca graciosa.
Ana muito obrigada amei as bonecas, com certeza elas farão parte das minhas Contações na Livraria.
Depois me passe seu telefone, para  postar na Literatura,é uma honra divulgar seu trabalho.
Fonte; Arquivo Foto Pessoal
Design by Juliana Garcia