Literatura Infantil: Maio 2010

sábado, 29 de maio de 2010

Literatura Infantil deseja a Amigos e Leitores......

Ao sentar à frente do computador, venho a minha mente de postar algo diferente! E aqui está...... espero que amigos(as) e leitores(as) que sempre passam por aqui , gostem!

Desejo a todos, um ótimo final de semana!

Beijinhos a todos!

Rute Beserra!!

http://www.youtube.com/watch?v=5vRp_AnoRSs&feature=related

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Quarta-feira: Respondendo na Literatura-7

COMENTÁRIO;

Pergunta: leda disse...
oi cada dia me encanto mais c seu blog. é verdade viu..me diz vc tb faz literatura de cordel? bjus
16 de maio de 2010 18:05
Rute disse...
Oi Leda aguarde postarei aqui literatura de cordel, obrigada pelo carinho, beijinhos
16 de maio de 2010 21:20 Ilustração e estilo de xilogravuras usada nos cordéis




Literatura de Cordel


A literatura de cordel é uma espécie de poesia popular que é impressa e divulgada em folhetos ilustrados com o processo de xilogravura. Também são utilizadas desenhos e clichês zincografados. Ganhou este nome, pois, em Portugal, eram expostos ao povo amarrados em cordões, estendidos em pequenas lojas de mercados populares ou até mesmo nas ruas.

A literatura de cordel só será mais conhecida na escola quando houver estímulo ao seu uso.Esse estímulo deve ser desde a educação infantil ao ensino médio. Dessa forma aluno reconhece a importância do patrimônio histórico e cultural do povo paraibano, nordestino e brasileiro. Infelizmente na escola ao qual trabalho, não se fala de literatura de cordel.Quando sou convidada para participar de workshop de contação de história, sempre procuro incluir, versos, poemas, crônicas de cordel. A reação das pessoas de imediato é o riso, devido as frases ritimadas.

O cordel é basicamente um conto feito em versos.Quanto ao formato das estrofes, o cordel utiliza as quadras, as sextilhas ou sextas, as septilhas ou sétimas, as oitavas e as décimas.


POEMAS DE CORDEL

O Jeca Tatu de Monteiro Lobato

--- Medeiros Braga

Eu vou recontar em versos
O que Lobato contou
No seu livro “URUPÊS”
No qual se imortalizou
Ao externar seu talento
No Jeca que projetou.

Essa obra foi escrita
No início do século vinte,
Há mais de noventa anos
E, assim, por conseguinte,
Só se escrevia ao agrado
Das elites de requinte.

Abriu Monteiro Lobato
Na nossa literatura
A trilha e a caminhada
Para uma nova cultura
Onde o homem fosse alvo
Da melhor propositura.

Fonte: Coletânea de versos de Walter Medeiros e outros cordelistas Nordestinos.

Para responder essa pergunta usei como fonte os seguintes sites:www.sua.pesquisa.com/cordel

recanto das letras.uol.com.br


Ao qual foi feito um resumo para postar o texto acima.

Dona Leda a simpática vovó da Júlia, minha aluna ao qual a chamo carinhosamente de "Jujuba", espero ter respondido sua pergunta.Hoje Dona Leda, esta aniversariando queridos leitores.
Parabéns, tudo de bom , felicidades sempre!

Aguarde proxíma quarta-feira: Conto de Literatura Africana para criança.

Beijinhos a todos!!!

Rute Beserra!!!






terça-feira, 25 de maio de 2010

Manuscrito

Ele mudara de posição várias vezes. Seu olhar continuava fixo em um vazio onde nada se via.
Ela aproximou-se devargarinho para não assustá-lo.
Colocou sua mão no ombro , mas foi tão leve que ele não sentiu a pressão das mãos.
Tirou a mão e ficou adimirando-o.
Pigarreou, tinha pressa. Ele todo sem graça , disse:
_Comprou o que eu lhe pedi?
_Sim. Disse ela tirando o pacote da bolsa, entregando-o.
_Espero que seja a última vez!
Nada falou , pegou o livro e o caderno caminhou para aquela direção. Ela pensativa em sentido ao contrário.
__Será que ele vai a escola?

Autora:Rute Beserra
Tema: Meus manuscritos
Imagem: Contador de história-blog kriativa

domingo, 23 de maio de 2010

III Workshop "A Descoberta do Brincar e de Contar Histórias na Saúde Mental"



Participe de palestras e oficinas e aprenda com profissionais da área da saúde o quanto brincar e contar histórias faz bem!
Local:Anfiteatro e sala HDI, Instituto de Psiquiatria-Hospital das Clínicas-Rua Ovidio Pires Campo 785 -São Paulo- SP
APOIO:
Marisa Hauschild Coord. Centro de Contação de Histórias Av. Rebouças, 1206 cj. 06 - PinheirosSão Paulo - SP • CEP 05402-000Contato: (11) 3081-6343http://www.vivaedeixeviver.org.br/

sábado, 22 de maio de 2010

O lúdico na literatura


O homem só é inteiramente humano quando brinca”. Friedrich von Schiller ...


Quando uma criança brinca uma com a outra ou mesmo sozinha, ela não só apenas se diverte como também interpreta o mundo em que se vive e se relaciona. Brincando a criança aprende, auxilia na construção do seu conhecimento e na sua socialização, englobando aspectos congnitivos e afetivos.
Atráves da brincadeira procuro dentro da sala de aula,(ou fora da sala), experimentar as mais variadas formas de linguagem . E uma dessas linguagem é a cantiga da roda, parlendas e brincadeiras, apresentando ás crianças como recurso para leitura.
Vê-se dessa forma que, ao trabalhar “as parlendas” em sala de aula, o professor coloca a criança em contato com o saber popular, esse popular que muitas vezes é imprescindível no avanço da Literatura Infantil, pois, muitos dos clássicos da Literatura Infantil “nasceram no meio popular (ou em meio culto e depois se popularizaram em adaptações)” Nelly Novaes Coelho; p. 20, 1982.
Nas cantigas de roda estimulo os movimentos e a oralidade, além de colaborar a inicialização musical.Através de repetições crianças aprendem canções inteiras, muitas vezes não entendendo seu significado, mas o que importa nesse momento é a sonoridade com o tempo os significado das palavras.
Com esse pequeno texto, fica evidente a importância do papel da literatura para desempenhar seres em formação, junto ao processo da alfabetização.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

Comunicado: Literatura Infantil

Devido vários e-mails e comentáros recebidos de seguidores e leitores que acompanham o blog , pedindo sugestão de leitura, ou dicas referente a literatura, a partir de quarta-feira dia 26/05/10, estarei postando as respostas das dúvidas dos e-mails em forma de texto. As quarta-feiras no literatura será para responder dúvidas, ou perguntas em forma de texto.Desse modo fica mais fácil para responder a todos.
É gratificante ler e-mails ou comentários dos queridos amigos(as).
Obrigada!
Beijinhos a todos!!!
Rute Beserra!!!

Imagem:Arquivo Pessoal

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Literatura Juvenil-ensino fundamental do 6º ao 9º ano (5º a 8º série)


E mais uma vez atendendo pedido de e-mail estou indicando alguns nomes de livros de Literatura Juvenil.
A partir do 6º ano/5º série
Daniela e sua Turma - Contra o Monstro da Madrugada
Izaura Franco
Ilustrações: Projeto Gráfico de Polly Duarte
Editora: R&F

A partir do 7º ano/6º série
Juca Brasileiro: Descobrindo o Brasil
Patricia Secco
Ilustração: Eduardo Engel
Editora: Melhoramentos

A partir d0 8º ano/7º série
Pequeno Príncipe Antoine De Saint-exupery
Ilustração: Com Aquarelas do Autor, O
Editora: Agir

A partir do 9º ano/8º série
Tudo por um Pop Star
Thalita Rebouças
Editora: Rocco
Beijinhos a todos!!!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Respondendo na Literatura Infantil-6

Recebi um e-mail perguntando-me como falar de morte para criança, através da literatura. "Lembrei-me de Millor Fernandes que em uma de suas fabulosas fábulas fala de uma criança que procurou o pai em desespero, porque acreditava que o animalzinho de estimação estivesse morto.Para abrandar o pânico da frustação do filho, o pai resolveu envolvê-lo num cerimonial de um enterro, tal como uma festa que passasse naturalmente por todos os eventos,mas que cada um deles saudasse não ao desepero da morte, mas a compreensão de que como inevitável é essencial que saibemos conviver com a morte. O ritual deu-se com toda ansiedade por parte do menino que inclua preparo do caixão, roupinhas, bolo para amiguinhos etc...
Que mais tarde ao constatar que o bichinho apenas desmaiara. Sugeriu ao pai que matasse de verdade. "
Há um começo e um fim para tudo que é vivo. No meio, há um tempo de vida. O mesmo acontece para pessoas, plantas, animais e até para o mais pequenino inseto. Este é o tema de Tempos de Vida, um livro lindo(vide foto acima) e comovente para todas as crianças e seus pais. Tempo de Vida é importante para todos nós porque nos ajuda a lembrar, a estudar e a explicar que morrer é tão parte da vida como nascer. Comentei sobre esse mesmo livro em março de 2008, aqui no blog.
Esse livro com certeza a ajudará explicar ao seu filho sobre a morte.
TEMPOS DE VIDA" -Bryan Mellonie e Robert Ingpen.
Espero te-la ajudado, qualquer dúvida estou a disposição!
Beijinhos, Rute Beserra!!!

domingo, 16 de maio de 2010

A poesia destinada ás crianças

A poesia destinada as crianças deve ser breve, versos curtos ritmos e rimas, e de preferência de conteúdo narrativo, que chame atenção das crianças.
O autor Cassiane Ricardo, fala que a poesia é palavra, mas não só palavra como também imagem e som.
O jogo poético, além de estimular o olhar de descoberta nas crianças, atua sobre todos os seus sentidos, despertando um sem-número de sensações:visuais, auditivas,ruídos,paladar, olfativas. Dificilmente num só poema, todas essas sensações são provocadas ao mesmo tempo, cada um deles determinados tipos de transfiguração imagística, que tem seu modo peculiar de atuar no pequeno leitor ou ouvinte.
Entre os brasileiros que escreveram poesia para crianças, destaca-se; Olavo Bilac, Zalina Rolim, Alexina de Magalhães Pinto, Francisca Júlia, Maria Eugênia Celso,Cecília Meireles, Henriqueta Lisboa........
Entre os poetas portugueses figuram: Camões, Alexandre Herculano, Garret, Guerra Junqueiro, Antero de Quintal, João de Deus.....
Uma das poesias que mais me encanta é o"Colar de Calorina" onde uma menina corre com um colar de coral no peito sob o sol .

O Colar de Carolina
Com seu colar de coral,
Carolina
corre por entre as colunas
da colina.
O colar de Carolina
cobre o colo de cal,
torna corada a menina.
E o sol, vendo aquela cor
do calor de Carolina,
põe coroas de coral
nas colunas da colina. (Cecília Meireles)

Escolhendo ao acaso,ouçamos essa divertida "conversa entre dois tatus:
Quando um tatu
encontra outro tatu
tratam-se por tu:
_Como estás tu, tatu?
_Eu estou bem e tu tatu?
Essa conversa gaguejada
ainda é mais engraçada:
_Como estás tu,ta-ta, ta-ta, tatu?
-Eu estou bem e tuta-ta, ta-ta,tatu?
Digo isso para brincar
pois nunca vi um ta,ta-ta, tatu gaguejar.

Embora de vida curta, a Giroflê-Girafa(televisão da bicharada) marcou seu pioneirismo com uma dezena de títulos de poesia para crianças,(uma delas é a conversa do tatu postada acima), assinados por nomes como Cecília Meireles, Maria Bonomi, Gerda Brentano, Fernando Lemos, Feranado Correa da Silva e outros.

*A televisão da Bicharada apresenta-se como albúm de figuras, de forma alongada(talvez por analogia ao pescoço da girafa), capa dura,folhas grossas e fortemente colorida, que atraem os olhos infantis devido aos pitorescos desenhos de Fernando Lemos.

Carlos espero ter respondido a sua dúvida através do texto postado, qualquer coisa estou por aqui. Esse tema é muito amplo, aos poucos colocarei mais poesias de autores portugueses e de brasileiros, poemas para crianças, etc.
O texto transcrito foi resumido por mim,para escreve-lo usei como fonte o livro de Nellly Novaes Coelho .Literatura Infantil (Teoria-Análise-Didática)
Hein pessoal visitem o blog do Carlos, o blog é muito bom !!http://visaopoetica84.blogspot.com/
IMAGEM:http://www.qdivertido.com.br/

sábado, 15 de maio de 2010

Respondendo na Literatura Infantil-5


Recebi um e-mail anônimo elogiando Literatura (obrigada) e perguntando-me se conheço um livro, de poesia para criança. Um dos livros de poesia que fez grande sucesso nos anos 70 foi a Arca de Nóe, de Vinícius de Moraes. Além de divertir o leitor, estimula a inventar diversos sons.
O Pato
Lá vem o pato/Pata aqui, pata acolá/Lá vem o Pato/Para ver o que é que há.
O pato pateta/Pintou o caneco/Surrou a galinha/Bateu no marreco/Pulou no
poleiro/No pé do cavalo/Levou um coice/Criou um galo/Comeu um pedaço /
De jenipapo/Ficou engasgado/Com dor no papo/ Caiu no poço/Quebrou a tigela/
Tantas fez o moço/Que foi pra panela.
O amigo(a), me pediu para indicar um livro, ao escrever lembrei-me do grande poeta gaúcho Mário Quintana, com o poema Pé de Pilão, vale a pena ler.
Pé de Pilão
O pato ganhou sapato,
Foi logo tirar retrato
O macaco retratista
Era mesmo um grande artista
Disse ao pato:"Não se mexa
Para depois não ter queixa."
E o pato duro e sem graça
Como se fosse de massa!
"Olhe para cá direitinho:
Vai sair um passarinho."
O passarinho saiu,
Bicho assim nunca se viu.
Com três penas no topete
E no rabo apenas sete.
Espero que tenha ajudado, qualquer dúvida estou a disposição, não precisa mandar e-mail anônimo. Toda vez que recebo um e-mail referente a literatura comento na postagem, a dúvida da pessoa que mandou pode ser a dúvida de outra pessoa .Não coloco o nome aqui, a não ser que a pessoa autorize. Passeie pelo blog e verá que é assim.
Agradeço por ter enviado o e-mail amigo(a), seja sempre bem vindo(a) a Literatura Infantil. Beijinhos!!!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A lebre e a tartaruga

Sempre gostei de ler fábulas, principalmente por trasmitir mensagens de lição de moral para crianças, e suas histórias sempre tem desenhos de animais.
E uma que mais gosto é da lebre e a tartaruga.

A lebre vivia a se gabar de que era o mais veloz de todos os animais. Até o dia em que encontrou a tartaruga. – Eu tenho certeza de que, se apostarmos uma corrida, serei a vencedora – desafiou a tartaruga.
A lebre caiu na gargalhada. – Uma corrida? Eu e você? Essa é boa!
– Por acaso você está com medo de perder? – perguntou a tartaruga. – É mais fácil um leão cacarejar do que eu perder uma corrida para você – respondeu a lebre.
No dia seguinte a raposa foi escolhida para ser a juíza da prova. Bastou dar o sinal da largada para a lebre disparar na frente a toda velocidade. A tartaruga não se abalou e continuou na disputa. A lebre estava tão certa da vitória que resolveu tirar uma soneca.
"Se aquela molenga passar na minha frente, é só correr um pouco que eu a ultrapasso" – pensou.
A lebre dormiu tanto que não percebeu quando a tartaruga, em sua marcha vagarosa e constante, passou. Quando acordou, continuou a correr com ares de vencedora. Mas, para sua surpresa, a tartaruga, que não descansara um só minuto, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar.
Desse dia em diante, a lebre tornou-se o alvo das chacotas da floresta. Quando dizia que era o animal mais veloz, todos lembravam-na de uma certa tartaruga...

Moral: Quem segue devagar e com constância sempre chega na frente.Do livro: Fábulas de Esopo - Editora Scipione
Fonte: http://www.metaforas.com.br/

E o(a) leitor(a) gosta ou conhece alguma fábula ?
Beijinhos a todos!!!!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Literatura Infantil homenageia professora Cícera


O que admiro em uma pessoa é a garra , deteminação, a coragem de fazer e acontecer, sem ter medo do errado ou certo. Estou falando de uma pessoa maravilhosa, profº Cícera, a ela minha homenagem.
Uma mulher que não tem medo de desafios.Estudou magistério, sempre lecionou para turminha da educação infantil, ajudou os filhos(as) a criar os netos(as). Na escola é conhecida como vovó, ao qual carinhosamente atende os alunos que a chamam assim.Sempre pronta ajuda,dar idéias em planejamentos e com experiências em projetos(projeto do Rio Tiête, foi muito divulgado na escola). Quando pensavámos que ia sentar na cadeira de balanço para fazer seus cachecoís de tricô. Ela entra na faculdade, para estudar.... curso de pedagogia.
O curso????? Ah!!!! esse..... quase findando , logo será pedagoga formada.
Poderia falar mil qualidade dessa mulher ao qual tenho admiração e respeito. O melhor de tudo, uma vovó que luta para melhor educação de seus alunos, netos e bisnetos.

Minha sincera homenagem!!
Rute Beserra!!!

 



sábado, 8 de maio de 2010

CONTAÇÃO + WORKSHOP DE MASSINHA

O contador de história Ribamar Tavares esteve na na Caasp (Caixa de assistência dos advogados de São Paulo).
Onde fez contação do (livro FAZENDA, de Caroline Davis), que falava sobre bichos, confeccionaram uma linda ovelhinha de massinha.

Olhe ele ai na foto com as crianças
Vale a pena acessar o site dele: http://www.ribatavares.com/

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Morcegos na Biblioteca-indicação de Dil Santos

Todos sabem que amo ler, sempre estou a procura de novos livros de literatura infantil para incrementar minha biblioteca.

O amigo blogueiro Dil Santos indicou-me um livro que não conhecia "Morcegos na Biblioteca".

Ao qual rapidamente comprei e confesso amei a leitura . A história fala sobra
a farra dos morceguinhos bibliófilos desperta a criança para o gosto pela leitura. O ambiente retrô e austero da biblioteca é visto como parque de diversões pelos invasores: o bebedouro vira fonte; a fotocopiadora, brinquedo; o retroprojetor, teatro de sombras. É nas estórias dos livros, porém, que os bichinhos encontram o maior dos prazeres: a chance de, a cada página, abrir as asas da imaginação e viajar para outras realidades.
Deixo como indicação de leitura para quem tem filhos , sobrinhos ou até mesmo para você leitor.
Agradeço ao querido Dil Santos pela indicação Amei!!
Hein pessoal visitem o blog dele http://dilsantos.blogspot.com/ sou supeita para falar, escreve muito bem, seus textos são claros, objetivos e de fácil entendimento, o que me faz sempre voltar ao blog, para comentar.

Título: Morcegos na Biblioteca
Editora: Globo
Autor: BRIAN LIES
ISBN: 9788525046376
Origem: Nacional
Ano: 2009
Edição: 1
Número de páginas: 32
Acabamento: Brochura
Formato Médio
Obs: Esteja a vontade para indicar um livro ao literatura , terei um prazer em le-lo e indica-lo como sugestão de leitura.
Design by Juliana Garcia