Literatura Infantil: Fevereiro 2010

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Prêmio Dardos

Ganhei esse selo do querido amigo Aurélio do blog http://aureliomcgomes.blogspot.com/, que ganhou da querida amiga Cristiane blog Infinito da Cris.
Eis as regras:1. Você terá que aceitar e colocar em seu blog, juntamente com o nome da pessoa que lhe deu o prêmio e o link do seu blog;2. Você terá que oferecer o prêmio para 15 blogs que são merecedores deste prêmio. E não se esqueça de avisá-los sobre a indicação.Meus indicados são:a todos amigos que se sentirem a vontade de pegar o selo!
Obrigada Aurélio!!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Arte e Cultura

A querida Raquel Crusoé, está oferecendo a todos amigos(as), esse selo do troféu comemorativo para registrar 1000 amigos e leitores ao seu blog.
Obrigada Raquel parabéns pelo seu blog, que é pura ARTE!
Passe por lá para você conhecer: http://raquelcrusoe.blogspot.com/
Beijinhos a todos!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

História: Festa na Floresta


Vovó Maricota, morava na floresta longe da civilização, não tinha paciência com a movimentação da cidade grande.Vivia com gato Fêlix, dona Joaninha e a borboleta que ela chamava carinhosamente de Blue. Sua casinha ficava entre duas árvores quem passava por lá, era recepcionado com um pedaço de bolo, torta e refrescos. Sua neta Letícia morava na cidade com sua mãe, não via a hora de ir a casa da vovó Maricota para passar uns dias com a vovó querida.
Até que.....chegou o grande dia, sua mãe a levou a casa da vovó, que alegria para Letícia! Ao chegar a casa da vó, foi chamando o gato Fêlix, esse logo apareceu todo mole, ronronando para ela.
Sua mãe a deixou passou uns dias na casa da vó, já que estava de férias.Letícia passava o dia correndo atrás do gato, da joaninha e da borboleta, muitas vezes a vovó Maricota a via falando com os animais, perguntava a neta se ela entendia o que eles falavam, Letícia respondia que sim!
Vovó Maricota balançava a cabeça, pensando:"essas crianças tem cada idéia."
Com o aniversário da neta se aproximando, vovó resolveu fazer uma festa supresa, convidando todos os amigos da cidade. Prepara a festa sem a neta saber, esta continuava correr entre as árvores, flores , atrás do gato, borboleta e joaninha.
Até que........., chegou o grande dia.
Letícia levantou cedo,tomou o café da manhã, beijou a vó e correu para fora. Do lado de fora, Fêlix já estava com as orelhas em pé, Joaninha corria para lá e para cá, Blue voava do lado para outro,todos impacientes com a demora da amiga. Foram brincar, vovó Maricota, começou preparar a festa, e nem viu .....a hora passar. Quando estava tudo pronto ouviu a neta gritar:__Vovó cooorrre, está vindo um monte de amiguinhos para cá!!!
Vovó sorriu com a alegria da neta , esperou os convidados chegarem. Quando todos chegaram, entraram na casa e............Letícia quase caiu para trás com a supresa (bolo, doces, refrescos, refrigerantes, salgados, balas, pirulitos , bexigas, etc...).
Todos desejaram feliz aniversário, cantaram parabéns , brincaram, comeram as guloseimas a tarde toda. Bem a tarde toda não sei, mas que comeram, comeram........
Letícia??? Ah, essa toda feliz abraçava a vovó Maricota e dizia:__Esse é o melhor aniversário da minha vida.
Todos que foram a festa comentam dela até hoje!
Autora:Rute Beserra
Título:Festa na floresta
Foto:Avental mágico com os personagens de fantoches da hístória
Imagem:Arquivo Pessoal

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Vestindo o Contador de História



Sempre que conto uma história utilizo adereços que marque mudança de papéis. Dessa forma o ouvinte entra no mundo mágico das histórias.
Ontem(05/02/2010) foi a primeira reunião do ano na escola e para não perder o costume apresentei-me como pedagoga e contadora de história. Percebi olhares de pais em minha direção, ao mesmo tempo expectativa.
Com a cabeça cheia de idéia e uma memória de elefante, começei:
-Até parece que foi hoje, mas esta história aconteceu há muito......muito.....tempo atrás.Quando ouço um cochicho.......................... Improvisando com a mão, imito um binóculo e começo a procurar o cochichador ao encontra-la, usando minha capacidade de improvisação e a técnica de narrar com interferência, puxo-a para participar da história. Ao qual se saiu muito bem.
Terminei:_Entrou com pé de pato, saiu com pé de pinto, quem quiser que conte cinco.......
Beijinhos a todos!!!!

Fotos: Fantasiada de dona Elefoa, para contar a história : "Sumiço do elefantinho"
Caracterizada de cigana para contar a história : E agora?
Contando história aos pais na reunião!
Imagem: Arquivo Pessoal


terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Receita Milenar para se tornar um "Contador de Histórias" e Encantador de Ouvintes.



















Ingredientes:
.Emoção
.Paixão
.Entusiasmo

Utensílios
.Coração cheio de amor e paixão
.Bons ouvidos
.Bons olhos
.Muitas histórias

Modo de preparo
.Leia bastante! Leia tudo!
.Fique atento a tudo que acontece á sua volta. Preste atenção a cada movimento. Aguce os ouvidos!
.Depois desse exercício, você já pode escolher a história que quer contar.Observe:
1) Ela mexeu com suas emoções?
( ) sim ( ) não
2) Você sentiu sua lingua coçar de vontade de contar essa história para primeira pessoa que encontrar?
( ) sim ( ) não
3) Você ficou impressionado(a) com a verdade contida na história ou conto?
( )sim ( ) não

Se todas as respostas foram afirmativas, você está realmente apaixonado(a) pela história seja ela qual for. Vale a pena dividi-la com quem quiser ouvi-la!


Fonte: Baú do professor -Histórias e oficinas Pedagógicas - Manual

Editora Fapi

Autores:Walkiria Garcia, Áurea Rocha, Cláudia Miranda, Vanderci Castro
Foto:Contando história :teatro de sombras.









Design by Juliana Garcia